13 de mar de 2009

Ex-membro do N.W.A. processa Ruthless Records



O ex-membro do N.W.A., Arabian Prince, entrou com um processo contra a Ruthless Records. Ele alega que a gravadora não lhe pagou royalties de músicas que ele criou, incluindo o sucesso Fergalicious de Fergie.
Arabian Prince apareceu no primeiro álbum do grupo, N.W.A. and the Posse, além de participar de Straight Outta Compton como rapper e produtor. O processo, que foi movido no dia 9 de março em uma corte de Nova York, alega que Tamika Wright, Jerry Heller e a Ruthless Records autorizaram o uso da batida de Supersonic na faixa Fergalicious de Fergie. A música é parte integrante do segundo álbum da cantora, The Dutchess. Em 1988, o grupo J.J Fad lançou Supersonic pela Ruthless Records. A música foi escrita por Arabian Prince e outros quatro compositores. De acordo com o processo, Arabian Prince detém 20% dos direitos da música. Ele também alega que a Ruthless tem recolhido os royalties pelas vendas de Fergalicious, que já vendeu quase 3 milhões de cópias e bateu recordes de downloads digitais. Além disso, Arabian Prince alega no processo que a Ruthless deve lhe compensar por músicas que ele produziu ou co-produziu para o N.W.A. Entre as referidas faixas estão sucessos como Fuck The Police, Gangsta Gangsta, Dopeman, Quiet On Tha Set e Something 2 Dance 2. Ele está buscando indenização por enriquecimento sem causa, obstrução e quebra de contrato. Em noticia relacionada, a New Line Cinema está desenvolvendo Straight Outta Compton - drama urbano sobre o lendário grupo N.W.A. O projeto narrará a ascenção e queda do coletivo formado por Eazy-E, Dr. Dre, Ice Cube, MC Ren, DJ Yella e Arabian Prince.

0 comentários:

Twitter Facebook

 
Design by Will Designer